29

Sensualizando no otomano vermelho

Gramercy Park Hotel

No momento em que você entra no lobby desse hotel dos anos 20 localizado em Manhattan, a atmosfera sedutora faz eletricidade correr nas suas veias. A iluminação é suave. O edifício causa uma sensação sombria e erótica: mais do que em qualquer outro lugar, você sente que essa é a Nova Iorque de verdade, e que você faz parte da elite.

As faíscas da lareira evocam fantasias, e caminhando pelo tapete vermelho do corredor até o seu quarto, sua imaginação enlouquece pensando em todas as possibilidades escondidas atrás da porta. Você sabe que o veludo do otomano vermelho que os espera combina perfeitamente com a calcinha de renda da Agente Provocateur escondida sob a saia de sua parceira.

"Depois perguntam por que dizem que os anos 20 foram selvagens..."

Ao entrar no quarto no estilo dos anos vinte, você se sente imediatamente uma celebridade – ou uma prostituta de luxo. Tudo é obsceno e induz ao pecado – a mesa de couro, as macias cortinas cor de laranja. Não é um hotel cinco estrelas qualquer, não é um ambiente de negócios - bem, pelo menos não desse tipo de negócios. O sofá de veludo verde, o assoalho de madeira rústica: tudo nesse lugar tem a ver com texturas e sensações. As palhetas da janela fazem um ângulo que lança feixes de luz quente sobre o corpo de sua amante, enquanto ela, sentada no otomano de veludo, se oferece inteira para você. Ela crava os dedos no tecido escarlate quando você se aproxima e a possibilidade de ter alguém observando do outro lado do jardim só aumenta o tesão. Mais tarde, vocês vão até o exclusivo Rose Bar para, quem sabe, ver alguma celebridade ou curtir um drink sensual entre as modelos na balada.

David e Alexandra

Reserve um quarto

Baixe o guia

Quero me cadastrar e receber notícias e novidades da SKYN®Leia ou política de privacidade